Coarquitetura

Coarquitetura foi um projeto cultural contemplado pelo Fundo de Projetos Culturais da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte que reuniu exposição de projetos arquitetônicos, instalações temporárias, oficina e palestras realizadas na Casa do Baile entre junho e agosto de 2011.

A iniciativa surgiu de uma disciplina de projeto ministrada no curso de Arquitetura e Urbanismo da UFMG pelo arquiteto Fernando Maculan que teve como objetivo a proposição de intervenções temporárias que pudessem ampliar o potencial de uso da Casa do Baile e assim contribuir para sua afirmação como Centro de Referência em Urbanismo, Arquitetura e Design de Belo Horizonte.

Duas das instalações - Soma e Deriva - foram construídas para o evento e, juntamente com as demais propostas, foram expostas no interior da Casa do Baile. O evento recebeu workshop do grupo de arquitetura colombiano Paisajes Emergentes e palestras de Stepháne Hutchet, Rivane Neuenschwander, Carlos Teixeira e Marcelo Drummond.

Soma propõe uma reflexão sobre o conflito existente entre uso e preservação do patrimônio cultural. A relação entre o visitante e o corpo edificado restringe-se à contemplação passiva, visando sua conservação material devido a importância arquitetônica e histórica. Com a duplicação das formas e a incorporação da organização espacial existente, a instalação se torna uma camada que propõe, por meio da autonomia de apropriação, uma tomada de consciência acerca da necessidade de reduzir a degradação, sem deixar de abrigar a vida.

Deriva realiza um diálogo espacial e cromático com a área externa da Casa do Baile e seus jardins e tem como conceito proporcionar novas maneiras de se apropriar desse ambiente, oferecendo novos espaços de descanso e permanência prolongada. Pensa-se a intervenção como uma variação topográfica sobre o piso existente, deslocando o ponto de vista do observador. Isso configura uma nova situação frente a horizontalidade da arquitetura de Niemeyer e uma extensão imagética dos jardins de Burle Marx, alcançada por meio da continuação de suas cores.

Belo Horizonte, 2011

Ficha técnica:
Concepção e curadoria: Fernando Maculan
Equipe realizadora (Elaboração do projeto de lei e projeto expográfico): Ana Luiza Magalhães, Ana Paula Emídio, Cecília Reis, Débora Moura, Gabriel Jota, Jéssica Passos, Lucas Durães, Natália Freitas, Rafael Gil e Thomas Whyte
Coordenação de Produção: Aline X
Autoria das instalações: Cecília Reis e Débora Moura (Soma), Lucas Durães e Rafael Gil (Deriva)
Fotos: Gabriel Castro

Clipping

A correspondência figurativa, dimensional e tipológica explorou as potencialidades de interação da instalação Soma com a Casa do Baile

Vista da instalação Deriva junto ao jardim de Burle Marx com o qual estabelece uma relação cromática

Vista da exposição das propostas de intervenção no interior da Casa do Baile

 

1 Exposição de banners das propostas de intervenção no interior da Casa do Baile
2 Instalação Soma
3 Instalação Deriva